30.9.06

Desejo

Eu queria parar de escrever rimando.

Mas acho que quando a gente está amando,

O corpo não obedece nossos comandos.

14 Comments:

Anonymous junior said...

Que lindo, o amor é mesmo lindo.

4:54 PM  
Blogger douglas D. said...

Ri-Mar
beijo com beijo
sonhos com sonhos
céu azul com primavera
querer-bem com eternidade.

Amor,
lugar bom de estar.

12:45 PM  
Anonymous andré said...

sei como é - quando viver
faz algum sentido, palavras
nascendo de ponta cabeça,
mas caindo sempre em pé.

=* (poemas espontâneos sux, tô ligado)

1:02 AM  
Anonymous Didi said...

Ai, tentei fazer uma aqui.
Não ficou boa.
Vc é ótima!
Seus leitores também.

8:34 PM  
Blogger Unicus said...

Que importa rimar se o bater do coração está desenfreado? Bom mesmo, é amar.

Beijinho

10:45 AM  
Anonymous o mimeógrafo pisca-pisca said...

Fico tão entretido com o Favoritos que me afastei daqui. Acho que é por causa do vício do RSS... mas não esqueci da Luiza poetisa.
Continue rimando.

9:38 PM  
Anonymous um passante said...

Então, vc parou de escrever simplesmente, foi isso?

10:37 AM  
Blogger B R E N A said...

Paraste de escrever, meu bem?

Por onde andas?

Beijocas

8:30 AM  
Anonymous Anônimo said...

Luizaaa
tô em bh, sem os telefones da di, que ficaram em sp. pede pra ela me ligar, mandei um email pra ela (pro hotmail). Vamos no café com letras hj!
Bjoo
Lili

10:31 AM  
Anonymous Sabas said...

Lindo mesmo é rima.. que faz o amor dar sorriso GRÀTIS heehuhue!..
ta tudo otimo por aqui!
sucesso! :D

4:32 PM  
Blogger Daniel said...

Que delícia de blog!!!
Não conseguiu parar de escrever rimando e desistiu de continuar blogando? Lindos sentimentos! Parabéns!

6:45 AM  
Anonymous surfista careca said...

Olhos tristes, sorriso largo, um beijo e um pão de queijo procê, morena d'olhos doces.

7:47 PM  
Anonymous marina w. said...

Que lindo!!

9:19 AM  
Blogger Ana Caroline said...

Nas palavras do Patativa do Assaré:
"(...)
Cheio de rima e sintindo
Quero iscrevê meu volume,
Pra não ficá parecido
Com a fulô sem perfume;
A poesia sem rima,
Bastante me disanima
E alegria não me dá;
Não tem sabô a leitura,
Parece uma noite iscura
Sem istrela e sem luá.
(...)"
ADORO seu blog, menina-do-nome-mais-lido-do-mundo! =)
Beijos,
Kerol

10:21 PM  

Postar um comentário

<< Home