14.6.05

Sensibilidade

Sonhava que seu filho virasse um artista.
Nada de médico, engenheiro ou advogado.
Tinha que ser artista.

Batia no menino todos os dias.
Tem coisas que só o olho que chora consegue enxergar.

2 Comments:

Blogger Lara said...

Se esse microconto ainda não havia sido comentado, os leitores daqui tão precisando levar umas coças também.

É genial.
=)

1:09 AM  
Blogger Lucas Viggiani said...

Lu é só ficar um tempinho sem vir aqui eu tenho que correr pra comentar em tudo, porque não a nada aqui que eu não goste.

1:19 PM  

Postar um comentário

<< Home