3.6.05

Doze

Observava seus movimentos.
A graça das mãos e dos braços.
A pressa para falar.
O fôlego antes da risada.
Ficava em frente ao espelho tentando imitar.
Não tinha nada mais difícil do que fazer pensando o que ela fazia sem pensar.

5 Comments:

Anonymous Fabiola said...

To adorando seus mini textos, não é a toa que vc chegou aonde está. Vc merece, grande talento!!! Ah, e concordo com a Julinha, vamos juntar tudo e publicar!!!Bjinhos

10:22 AM  
Blogger Lucas Viggiani said...

Ainda bem que vc começou a postar seus textos tbm, tô achando tudo muito bom, é muito engraçado porque eu acabei de pensar na possibilidade de vc ser uma pessoa que nasceu pra elogios. Será?

11:02 AM  
Blogger Lucinha Horta said...

estou adorandooo! quero mais...

4:42 PM  
Anonymous Bel said...

Lu... lindo isso! Outro dia eu estava observando alguem que falava e gesticulava e me deu uma urgência de escrever sobre isso. Mas acabei esquecendo. Acho que preciso me forçar a fazer um blog. Beijao

1:11 PM  
Anonymous Anônimo said...

Impressionante sua facilidade com palavras. Fico imaginando se essa facilidade existe quando se posta diante dos sentimentos. Ao que tudo indica sim.
Admirando um pouco mais,
Admirador.

6:20 PM  

Postar um comentário

<< Home