30.6.05

Corpos no escuro

Vai tempo! transforme-se logo do dia para a noite
Porque a sua ausência são noites em claro

Vem noite! absorve os raios luminosos que mando em ti
Que chegue logo a hora entre o ocaso e o nascer do sol

Bate relógio! faça-me bela das dezoito às seis
Transforme-se nesse horário em que as pessoas descansam
Porque eu quero é ficar acordada ao seu lado

Faça-me como o amor
Negra e cega

*******

Eu quero a vida noturna
Quero encontros sem furo
Corpos no escuro

3 Comments:

Blogger Lucinha Horta said...

lulu poeta...adorei!

9:26 PM  
Blogger Nilson Barcelli said...

Lindo poema.
Gostei imenso de o ler.
Beijinhos.

7:59 AM  
Blogger Lucas Viggiani said...

"Eu quero a vida noturna
Quero encontros sem furo
Corpos no escuro"
Achei sexy! Bjus!

7:11 AM  

Postar um comentário

<< Home